Proibição é necessária para garantir a desova e reprodução dos peixes. Pesca de espécies nativas fica restrita até 28 de fevereiro

A partir deste sábado (1º de novembro), quando incia-se a Piracema, período de reprodução dos peixes, a pesca no Clube Náutico Alvorada ficará suspensa. O objetivo é de combater a pesca predatória de peixes nativos, além de prevenir e reprimir possíveis infrações e crimes ambientais. A restrição é regulamentada pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Como ocorre todos os anos, o Clube Náutico Alvorada deverá intensificar o serviço de ronda nesse período.Durante a Piracema, que se estende até o dia 28 de fevereiro de 2015, a pesca fica proibida em todo o estado de Minas Gerais. Quem for flagrado pescando pode responder por crime ambiental. Além da apreensão dos equipamentos, os infratores ainda se sujeitam a pagamento de multas.

Você sabia?
Durante o fenômeno da piracema, que ocorre entre os meses de novembro e fevereiro, a pesca fica proibida por lei, uma vez que os grandes cardumes encontram-se no seu período de reprodução. O fenômeno acontece anualmente no período das chuvas. A captura de grande quantidade de peixes nesse período pode ocasionar numa diminuição de uma determinada espécie. Desta forma, o período de restrição de pesca serve para garantir o ciclo de vida dos peixes e assegurar a renovação dos estoques pesqueiros para os anos seguintes. Vale lembrar que o desrespeito à lei pode ocasionar em multa e apreensão do material pescado. Portanto, antes de arrumar seus apetrechos e curtir uma pescaria, informe-se a respeito das espécies que podem ser capturadas, certificando-se de que não estão em fase reprodutiva.